Conheça 5 lojas tradicionais e cheias de história em Lisboa

Lojas em Lisboa

Conheça 5 lojas tradicionais e cheias de história em Lisboa

Conheça 5 lojas tradicionais e cheias de história em Lisboa

Com o objetivo de promover os estabelecimentos comerciais históricos de Lisboa, a Câmara Municipal criou em fevereiro de 2015, um programa que visa preservar todo este patrimônio. O objetivo, além da preservação, é também contar um pouco da história por trás das fachadas e das lojas em lisboa, além de incentivar o comércio tradicional e fortalecer cada vez mais a cultura lisboeta. O programa conta com 126 lojas em lisboa catalogadas e, como demanda tempo conhecer todas, fizemos uma seleção das principais para você visitar quando estiver a passeio pela capital portuguesa. Anime-se!

Volte no tempo através dos estabelecimentos mais tradicionais de Lisboa.

1 – A Brasileira

Localizada na rua Garrett, uma das principais da região da baixa, este café é parada obrigatória. Quando o café ainda não era uma bebida apreciada por muitas pessoas, “A Brazileira” (sim, antigamente o nome era o “z”) abriu primeiro no Porto e dois anos mais tarde em Lisboa. O empresário português Adriano Telles, ainda jovem, mudou-se para o Brasil e enriqueceu no final do século XIX com o seu negócio dedicado ao café. Casou-se com a filha de um fazendeiro de Minas Gerais e dedicou-se à produção agrícola, em particular a do café que exportava para Portugal. Ao regressar a Portugal, criou uma rede de pontos de café que produzia e importava do Brasil e a loja localizada no Chiado é uma das mais emblemáticas da cidade, até hoje.

2 – Casa Havaneza

A loja é tradicionalmente lisboeta mas, a inspiração de decoração é de Havana. Com ares cubanos em pleno Largo do Chiado, a Casa Havaneza foi uma ideia original de dois belgas no ano de 1864. Uma loja para atender a elite portuguesa, numa época em que o Chiado era chique, frequentado por intelectuais e artistas amantes de charutos, cachimbos e tabaco de qualidade.

3 – Ginjinha Espinheira

“É mais fácil com uma mão dez estrelas agarrar, fazer o sol esfriar, reduzir o mundo a grude, mas ginja com tal virtude é difícil de encontrar!” Esta é a frase emblemática que você pode ler logo no balcão da loja Ginjinha Espinheira, localizada no Largo de São Domingos, e que fi aberta em 1840. A ginjinha (ou simplesmente ginja) é um licor obtido da fruta da ginja, muito popular em Portugal. Pode ser servida com a fruta curtida no fundo do copo, daí a pergunta tradicional da loja “com elas ou sem elas?”, que você deve responder logo quando fizer o seu pedido.

4 – Café e Restaurante Martinho da Arcada

Aberto em 1782, ainda com o nome de Casa da Neve, o café e restaurante ganhou posteriormente o nome atual quando o empresário Martinho Bartolomeu Rodrigues assume a gerência. O estabelecimento teve uma notável importância na vida cultural e social de Lisboa. Vários artistas, entre eles Fernando Pessoa, frequentavam o local e você pode ver a mesa cativa reservada para ele até hoje, além mais uma série de memórias emolduradas nas paredes de lá.

5 – A Veneziana

Muito provavelmente esta foi a primeira sorveteria da cidade, que foi aberta em 1933. O italiano Giovanni de Luca, para fugir da crise nos anos 30 da Itália, resolve se mudar para os Estados Unidos para viver o “sonho americano”. Ele resolve não embarcar em Génova (Itália) e sim, sair do continente europeu por Lisboa. No entanto, ele se encanta pela cidade e resolve ficar na capital portuguesa e abrir o seu estabelecimento, que funciona até os dias de hoje na Avenida Liberdade.

Para que nenhuma loja tradicional e cheia de história fique de fora do seu passeio por Lisboa, basta contatar a Brasileiros Tours, combinado?

No Comments

Post A Comment
Entre em Contato e Solicite Sua Cotação